11 agosto 2015

Poema: Vai ter que parar

     Olá galera, hoje eu vim trazer algo que nunca postei aqui, minha paixão sobre poemas!
    Fazia tempo que eu queria fazer um poema para homenagear o movimento negro e sobre o que é passar por racismo
     Nunca sofri racismo por ser de pele clara ( puxei ao meu pai que é de família portuguesa ), mas minha mãe já sofreu até mesmo por entrar em uma loja e não ser bem atendida  só por causa de sua cor ( dela herdei meus cachos e Minhas sardas)


     Chega de lero-lero e vamos ao poema:

Vai ter que parar
(Thayná Freire)

Se você olha pro meu cabelo com esse preconceito,
Vai ter que parar.
Se você olha para minha cor sem amor, 
Vai ter que parar.
Se eu estou do seu lado e você atravessa a rua com medo de eu te assaltar,
Vai ter que parar.
Se você acha que é tudo vitimismo,
Vai ter que parar.
Se você diz pra mim que a família eu devo clarear,
Vai ter que parar.

Vai ter que parar porque meu cabelo não vou alisar.
Vai ter que parar porque da minha cor eu vou me orgulhar.
Vai ter que parar porque da opressão eu vou lutar.
Vai ter que parar porque racismo não vou aceitar.
Vai ter que parar porque tenho orgulho de ser quem eu sou e nada vai me fazer mudar.

       E ai o que acharam ? Espero que tenham gostado da mensagem que quis passar, quem sabe não posto mais poemas aqui no blog! 
       Beijos e até a próxima 
      

3 comentários:

  1. Que lindo *-*
    Amo poemas ♥ e quanto a todo racismo ...Vai ter que parar!
    http://historiaseoutrasdrogas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai mesmo, chega disso tudo! Fico muito feliz que tenha gostado pathy ❤️❤️❤️

      Excluir
  2. Tive que compartilhar esse poema lindo. Amei

    ResponderExcluir